Quem sou eu

Minha foto
Em 2009 fui diagnosticado com uma doença do neurônio motor (DNM) Trata-se de uma doença neuromuscular, progressiva, degenerativa e sem cura. Mesmo assim insisto que vale a pena viver e lutar para que pesquisas, tratamentos paliativos, novos tratamentos cheguem ao Brasil no tempo + breve possível, alem do respeito no cumprimento dos nossos direitos. .

10 de mar de 2011

Lei...que lei???

                                       

“Outro dia presenciei um fato inusitado em minha cidade. Um senhor, por ser idoso, se sentiu no direito de usar a vaga especial p/  pdf em frente de uma loja. Um pdf (de verdade) chegou na loja e  questionou aquele equivocado senhor por ele estar ocupando aquela vaga.”



Desde que me tornei  portador de deficiência física, e comecei a depender de muleta e cdr p/ melhorar minha acessibilidade, pude perceber logo que a lei que estabelece a disponibilidade de vagas especiais para pdf´s simplesmente é ignorada por um grande contingente de motoristas. Indiferentes, apressados, oportunistas, desinformados, cruéis, e seja lá mais o que for, o fato é que todos tem  uma resposta na ponta da língua quando são pegos com a “boca na botija”.
Outro dia presenciei um fato inusitado em minha cidade. Um senhor, por ser idoso, se sentiu no direito de usar a vaga especial p/  pdf. Um pdf (de verdade) chegou na loja e  questionou aquele equivocado senhor por ele estar ocupando aquela vaga . Aquele senhor por sua vez o questionou sobre o “Cartão” que regulamenta o uso da vaga, que o pdf infelizmente  não tinha. Pois aquele senhor colocou o pobre do pdf “abaixo de cachorro”, pelo fato dele sim ter o cartão do idoso, que segundo a ignorância e desconhecimento dele, lhe garantia o uso daquela vaga. Moral da história, ser pdf é apenas um detalhe. O importante mesmo é a burocracia e o papel. Outra coisa, tem gente que acha que ser idoso é  ser portador de necessidades especiais, o que não é necessariamente uma verdade no que se refere a deficiência física.
A imprensa tem nos mostrado casos de agressão física em pdf´s por causa do uso indevido dessas vagas. Na cidade de Volta Redonda e adjacências, não é diferente. É muito comum vermos as vagas especiais serem ocupadas por veículos cujos motoristas estão enquadrados num daqueles perfis que já expus anteriormente. No início eu partia prá cima,questionava, mas agora tô mais devagar. Na verdade, não quero virar  notícia de jornal ou TV. Estou buscando a via diplomática. Tenho conversado com os guardas municipais na rua, e pretendo marcar uma audiência com o Comandante da Guarda Municipal de minha cidade, e fazer algumas reivindicações. Se Ghandi conseguiu libertar a Índia sem o uso da violência, acho que libertar as vagas especiais p/ os pdf´s na cidade onde moro será um processo bem mais fácil. Só não quero me tornar martir.