Quem sou eu

Minha foto
Em 2009 fui diagnosticado com uma doença do neurônio motor (DNM) Trata-se de uma doença neuromuscular, progressiva, degenerativa e sem cura. Mesmo assim insisto que vale a pena viver e lutar para que pesquisas, tratamentos paliativos, novos tratamentos cheguem ao Brasil no tempo + breve possível, alem do respeito no cumprimento dos nossos direitos. .

10 de ago de 2012

“Células-tronco: promessas e realidades da terapia celular”.


Por Antonio Jorge de Melo

Do dia 03 a 06/10 acontecerá em S Paulo o 7º Congresso Brasileiro de células-tronco e Terapia Celular. Os principais cientistas e entidades envolvidas com pesquisa de células-tronco do Brasil estarão envolvidas nesse Congresso. Teremos inclusive a presença internacional do Dr Karussis Dimitrios, do Departamento de Neurologia da Faculdade de Medicina Hadassah Center, em Jerusalém, e principal investigador do BrainStorm, empresa de bioteccnologia que desenvolveu o método BrainStorm NurOwn, “que se baseia em um protocolo de diferenciação que reprograma as células-tronco mesenquimais da medula óssea (MSC) em neurônios de células de apoio, onde “alguns pacientes mostraram sinais claros de regressão da doença e um paciente recuperou sua capacidade de andar e falar”.
Nós, pacientes de ELA, bem como nossos familiares e cuidadores temos em comum 3 coisas:

1º- O terrivel impacto da doença em nossas vidas e todo o sofrimrento e angústia que ela nos proporciona.
2º- A falta de perspectiva de tratamentos inovadores, ainda que experimentais.
3ª-A falta de esperança por dias melhores

No entanto, no que diz respeito a pesquisas com celulas-tronco adultas em ELA, já temos uma diminuta luz no final do tunel, tanto em relação a  esse protocolo de Israel quanto ao protocolo de Atlanta, que juntos  abrem sim uma oportunidade para discutirmos aqui no Brasil se já não é chegada a hora de termos  por aqui um braço desses protocolos. Esse é realmente um assunto de altíssimo interesse para os pacientes de ELA, para seus familiares e cuidadores, o tema é arrebatador e nos remete a um renovar  da nossa  esperança.
Mas para que consigamos ser ouvidos pelas autoridades e entidades que podem influenciar sobre a vinda desses protocolos para o Brasil, é necessário que estejamos mobilizados, unidos e dispostos a fazer a nossa parte. Assim, convido a todos voces para que façam um esforço sobrenatural para estarmos juntos  na palestra que acontecerá no dia 03 de outubro entitulada:
 Células-tronco: promessas e realidades da terapia celular”
onde teremos oportunidade de demonstrar a nossa força, a nossa unidade e o nosso desejo de sermos submetidos a tratamentos inovadores com células-tronco, ainda que em fase experimental, para que resgatemos o nosso sagrado direito a uma vida digna e melhor.

Fonte:
www.stemcells2012.com.br/index.asp
http://thefutureofthings.com/news/11475/did-an-israeli-company-developed-a-cure-for-als.html