Quem sou eu

Minha foto
Em 2009 fui diagnosticado com uma doença do neurônio motor (DNM) Trata-se de uma doença neuromuscular, progressiva, degenerativa e sem cura. Mesmo assim insisto que vale a pena viver e lutar para que pesquisas, tratamentos paliativos, novos tratamentos cheguem ao Brasil no tempo + breve possível, alem do respeito no cumprimento dos nossos direitos. .

15 de fev de 2017

Congressistas americanos apresentam a legislação "Right to Try" (Direito de Tentar) em Washington, DC



 


Os congressistas Brian Fitzpatrick e Andy Biggs  apresentam a legislação "Right to Try" em Washington, DC.

 6 de fevereiro de 2017

WASHINGTON, DC - Os deputados Brian Fitzpatrick  e Andy Biggs introduziram a lei "Right to Try" de 2017 em 6 de fevereiro, uma legislação que assegura que os doentes terminais, juntamente com seus médicos e farmacêuticos e os  fabricantes sejam  autorizados a administrar tratamentos em fase de pesquisa,  onde não exista alternativa.

"Todos os dias, as famílias em todo o país recebem a devastadora notícia de um diagnóstico terminal. Mesmo com o incrível trabalho realizado na investigação médica americana, para muitos, o acesso a estes tratamentos potenciais salva-vidas  virá tarde demais. A Lei  Right to Try (Direito de Tentar) abre a oportunidade para os cuidados de fase experimental e estabelece a liberdade para os pacientes e seus médicos para tentar terapias onde os benefícios superam os riscos ", disse Fitzpatrick. "Os americanos - os nossos eleitores - devem ter todas as oportunidades para lutar por sua vida, ou a vida de seu ente querido. Quer se trate de um pai com ELA lutando corajosamente  ou uma criança corajosa vivendo com Distrofia Muscular  de Duchene, eles merecem o direito de tentar.

"Em novembro de 2014, os arizonenses passaram uma versão estatal de Right to Try com quase 80% dos votos, o que demonstra que dar aos pacientes acesso a medicamentos potencialmente salvadores tem forte apoio bipartidário", disse Biggs. "Right to Try agora precisa ser promulgada a nível federal. Os americanos que enfrentam uma doença terminal devem ser autorizados a tentar todas as opções que poderiam salvar suas vidas, e nossa lei vai dar poder a esses pacientes. Sou grato pela parceria do congressista Fitzpatrick nesta questão vital, e estou ansioso para trabalhar com ele para aprovar esta legislação na Câmara ".

O Ato  Right to Try  de 2017 não desfaz o processo de aprovação do FDA, mas fornece uma linha de vida potencial para aqueles com diagnóstico terminal que não pode esperar. Os médicos devem se  certificar que outras opções estão esgotadas ou não estão disponíveis e todos os produtos devem ter concluído os  testes de Fase I do FDA (segurança) para evitar "vendedores de óleo de cobra" e outros mau intencionados. Além disso, a legislação aborda preocupações que poderiam impedir sua utilização bem sucedida, assegurando que pacientes, médicos e fabricantes não assumam qualquer responsabilidade adicional sob esta lei. Atualmente, 33 estados assinaram a legislação. O projeto de lei de Fitzpatrick garante que o governo federal - e o FDA, especificamente - não interfiram com as leis estaduais.

Da ELA a Distrofia Muscular de Duchene, mais de um milhão de americanos morrem de uma doença terminal a cada ano e milhares mais são diagnosticados. No entanto, as atuais "exceções de uso compassivo" só são concedidas a cerca de 1.000 pacientes por ano. Muitos pacientes simplesmente ficam sem tempo antes que eles possam se qualificar ou antes do processo de aprovação do FDA seja concluído. A Lei do Direito de Tentar permitirá um acesso potencialmente salva-vidas aos pacientes.


Nota do Blog

Leia tambem:

1-O "Direito de Tentar" 

 http://falandosobreela.blogspot.com.br/2015/11/o-direito-de-tentar.html 

2-Campanha "Lei Direito de Tentar"

 http://falandosobreela.blogspot.com.br/2016/11/campanha-lei-direito-de-tentar.html