Quem sou eu

Minha foto
Em 2009 fui diagnosticado com uma doença do neurônio motor (DNM) Trata-se de uma doença neuromuscular, progressiva, degenerativa e sem cura. Mesmo assim insisto que vale a pena viver e lutar para que pesquisas, tratamentos paliativos, novos tratamentos cheguem ao Brasil no tempo + breve possível, alem do respeito no cumprimento dos nossos direitos. .

31 de mai de 2011

O Profeta de Tremembé

                             
O Grande Profeta, em sua existência atual na cidade de Tremembé


Por Antonio Jorge de Melo
Quando eu era bem criança, costumava ouvir com meu tio um programa na rádio Tupi do Rio chamado “Eu acredito no incrível”. Esse programa, conforme o nome sugeria, contava histórias arrepiantes de forma teatral  de pessoas que morriam e voltavam ao mundo dos vivos para os aterrorizar, e coisas do gênero.

Pois bem, no último domingo (dia 29/05) eram aproximadamente 22hs quando o telefone toca. Do outro lado da linha um cara falando coisa com coisa, e confesso que a minha ficha custou a cair até que eu me desse conta que era um amigão meu lá de Tremembé, o Rogério. O Rogério é desses caras que não sabe o que é mau humor ou tristeza. Ele até parece com o Michel Jackson, não pelo fato dele ser um negro que queria  ser branco, mas porque ele não quer ser adulto,quer continuar criança, que nem Peter Pan.

Acontece que o nosso contato por telefone é mínimo, até estranhei o fato dele ter me ligado. Ele disse que estava ligando porque tinha sonhado comigo. “Sai desse corpo Satanáz... essa vida não te pertence!!!”

Pois bem, depois que a gente conversou bastante abobrinhas e outros legumes, surgiu um papo de aposentadoria por invalidez. O Rogério já é aposentado a bastante tempo, por conta da Esclerose Múltipla e conhece bem o assunto, pois é desses caras fuçador, que fica metendo o bedelho aonde não é chamado.

Contei pra ele que eu havia feito uma perícia no dia 07/10/2010, e a perita não deixou marcada uma nova perícia em meu prontuário como é de praxe, simplesmente me disse para aguardar um contato do INSS, e enquanto isso eu continuaria no auxílio-doença. Aquilo estava me deixando preocupado, pois já se haviam passado quase 8 meses, e nada de notícia ou contato. O abelhudo  então me aconselhou a ir no INSS imediatamente, que eu não deveria esperar, mas que deveria solicitar a marcação de uma nova perícia.
Acatei sua orientação e ontem mesmo fui lá. Encontrei uma muralha na minha frente, uma funcionária tipo "maracujá de gaveta", tia do Matuzalem que me deu informações evasivas e pouco satisfatórias sobre o meu processo de aposentadoria, a indiferença e a antipatia estavam encarnadas ali bem diante de mim.

Não satisdfeito com o péssimo atendimento daquela funcionária fruta engruvinhada, fui até o setor do INSS que cuida do andamento dos processos, consegui uma agenda  p/ falar com o médico responsável pelo setor naquele mesmo dia. Cheguei lá, e logo ele me atendeu. A surpresa foi que já nos conhecíamos a uns 20 anos, pois durante algum tempo  o visitei como rep de algunmas empresas farmacêuticas. Enquamto eu batia papo com uma outra médica daquele mesmo setor tambem velha conhecida daquele saudoso tempo de representante farmacêutico, ele se dirigiu  até o seu computador, bateu uns negócios lá, voltou e  me entregou um documento dizendo que a minha aposentadoria estava deferida desde o dia 19/10/2010. Pronto. Estava aposentado! Incrivel, mas foi simples assim!!!

A partir de agora, apregoarei aos quatro cantos da terra que em Tremembé existe um profeta, e o seu nome é Rogério...